segunda-feira, 9 de junho de 2008

Animais no Circo: Veterinária aponta os riscos para a saúde do animal

Depressão, estresse e atrofia dos músculos são as principais razões para que a veterinária Débora Giacon seja contra animais no circo. “Acho que é uma forma de confinamento, se eles ainda fossem mais livres”, enfatiza a profissional. Em entrevista, Débora me contou que não trabalharia como veterinária num circo. Ela destacou que os animais selvagens levam uma vida melhor na selva, independente se no circo que são criados eles são bem tratados: “Ele ta ali no seu hábitat, ao natural, ele vai caçar, é a lei da natureza”, declarou.


A veterinária disse que acha improvável que o animal seja domado sem alguma agressão: “São animais selvagens, não são animais domésticos. Como se vai adestrar sem nem um choque e tudo aquilo que a gente vê? Acho muito difícil”, opina.



Veterinária Débora em seu local de trabalho


Débora conta que os animais até se acostumam na vida do circo, mas que se modificam, já que seu local de origem é a selva: “Por exemplo, se você abandona um animal desse de circo na selva, ele não sabe como sobreviver. Eles mudam, tanto fisicamente quanto emocionalmente”, afirma.


A profissional complementou falando que qualquer forma de violência contra animais é proibida, citando, inclusive, a resolução que proíbe o corte de orelha de animais, a retirada de unhas dos gatos e o corte do rabo que só pode até oito dias do nascimento dos cães.


4 comentários:

Isa Valente disse...

Matéria bem interessante e completa!!Apesar da opinião da veterinária Débora, ainda não sou contra os animais em circo, desde que bem cuidados, pois hoje em dia contato dos homens com os animais é muito distante, e esta magia que o circo trás nas apresentações dos animais os aproxima, muito bem exemplificado pelo conhecido Beto Carreiro, até fortalecendo a imagem da importância dos animais e da nossa responsabilidade sobre eles!!
Fiquei encantada com o blog e dou meus parabéns para a jovem jornalista!!

Willian Assis disse...

Parabéns pela matéria!
Esse lado dos circos não é muito divulgado.. A vida que estes animais levam enjaulados, muitas vezes sem as condições de espaço para uma sobrevivência digna.

Zelinda disse...

Parabéns pela matéria, apesar de ter uma lei que determina algumas medidas para o bem cuidar dos animais, sem a consientização e o amaor pelo animaizinho não conseguiremos avanço de bons tratos.
Sua iniciativa como futura jornalista, é admirável por preocupar-se com esse tema.

Spike disse...

Bastante interessante.